FINALIDADE DO BLOG

Humanistas é um espaço para os professores de Humanas e educandos, foi idealizado pela da Escola Raimundo Honório-PE, com o objetivo de interagir, compartilhar leituras, ideias e insights, promovendo a educação para além das paredes escolares.

domingo, 27 de julho de 2014

SOCIALIZAÇÃO E CONTROLE SOCIAL






“Nove décimos de tudo o que você faz, diz, pensa, sente, desde que se levanta de manhã cedo até que vai para cama de noite, você diz, faz, pensa, sente, não como expressão própria, independente, mas em conformidade inconsciente e sem critica com regras, regulamentos, hábitos grupais, padrões, códigos, estilos e sanções que existiram muito antes que você nascesse”. (G. Smith Russel)

Já vimos que a sociabilidade, a tendência natural para viver em sociedade, é desenvolvida através do processo de socialização, pelo qual o indivíduo se integra no grupo em que nasceu, assimilando sua cultura.

 A socialização é o ato de transmitir ao indivíduo, de inculcar em sua mente os padrões culturais da sociedade. É o processo social mais global. O controle social funciona como o maior instrumento de socialização. O olhar de reprovação dos pais quando uma criança toma sopa fazendo barulho, ou a gozação que os adolescentes fazem se um deles aparece vestido de terno e gravata são exemplos de controle social. 

O controle social são as formas pelas quais a sociedade inculca os valores do grupo na mente de seus membros, para evitar que adotem um comportamento divergente (não aceito). O controle social tem por objetivo fazer com que cada indivíduo tenha o comportamento esperado. É o controle, por exemplo, que nos leva a manter a cabeça descoberta, enquanto até algumas décadas atrás esse mesmo controle fazia com que a maioria das pessoas usasse chapéu. Desse modo, o controle social leva as pessoas a evitarem um determinado comportamento em certa época e a adotá-la em outro. Assim foi com a calça comprida para as mulheres, a minissaia, a roupa de banho, o cabelo comprido, etc. A primeira agencia de controle social é a família. Desde que nasce, a criança é orientada, controlada, moldada pelo grupo familiar.

 Depois da família, temos a Igreja, a escola e o Estado: são todos agencias formais ou institucionalizadas de controle social. Quando algumas sanções estabelecidas pela sociedade não são suficientes para exercer controle social, surge a necessidade de elaborar mais leis e instituições encarregadas especificamente do controle social. Nas sociedades modernas, mais complexas, aumenta a presença da instituição jurídica, da instituição policial e do Estado, substituindo os controles espontâneos que antes predominavam.




ATIVIDADE

1. O que você entende por socialização?

 2. O que é controle social? Qual o objetivo dele?

3. Quais são as primeiras instituições que transmitem o controle social?

4. Porque nas sociedades modernas aumenta cada vez mais a presença da instituição jurídica, policial e do Estado no controle social?


EXERCITANDO OS CONHECIMENTOS…


1. Explique com suas palavras o que é cultura.

 2. Como os seres humanos adquirem cultura?

3. Explique a afirmação: “não há sociedade sem cultura, do mesmo modo que não há ser humano destituído de cultura”.

4. Dê quatro exemplos de elementos da cultura material que o rodeia.

5. Dê quatro exemplos de elementos da cultura não-material que você teve ou tenha contato.

6. Dê um exemplo de padrão da nossa cultura ligada ao comportamento masculino e outro ligado ao comportamento feminino.

7. Dê um exemplo de controle social presente em sua vida. 8. 


. Explique com suas palavras o objetivo do controle social.
 



Organização da postagem : Profª Lourdes Duarte


Um comentário:

  1. Muito bom o blog, aqui encontramos os conteúdos que precisamos para trabalhar com nossos alunos e todo bem organizado e com sugestões de atividades. Bom trabalho, obrigada por compartilhar.
    Sou professora meu nome é Paula soares, voltarei sempre.

    ResponderExcluir

DEIXE COMENTÁRIO, É IMPORTANTE SUA PARTICIPAÇÃO.OBRIGADA, VOLTE SEMPRE.